Pular para o conteúdo

Miss pode ter sido vítima de contrabandistas de cigarros

Compartilhe:

Bruna Zucco, a miss Altônia, no noroeste do Paraná, foi encontrada morta em um carro carbonizado no dia 22 de março.

A Polícia Civil suspeita que a vítima de 21 anos tenha sido morta devido a uma disputa entre contrabandistas de cigarros e traficantes da região.

Na segunda-feira (9), o Instituto Médico-Legal (IML) divulgou o laudo confirmando que os corpos encontrados no carro são da miss e do empresário Valdir Feitosa.

Foi afirmado nesta terça-feira (10) pelo chefe da Polícia Civil em Umuarama Osnildo Lesme, que as investigações apontam para uma possível disputa entre contrabandistas de cirrgarros e traficantes.

O delegado-chefe declarou: “Há uma possibilidade de que o Valdir estivesse envolvido com o contrabando de cigarros. Pelo fato de alguns cigarreiros se oporem ao tráfico de drogas, os grupos disputam território naquela região. É possível que esse crime tenha ocorrido em razão dessa disputa”.