Pular para o conteúdo

Após verem hematomas e corte na cabeça de criança levada ao hospital, médicos denunciam violência

Compartilhe:

A criança que tem apenas 5 anos, é deficiente auditiva, e está internado na UPA. Suspeito da agressão é o companheiro da mãe.

Nesta terça-feira (10/04) o Conselho Tutelar de Lençóis Paulista (SP) registrou um boletim de ocorrência de violência doméstica e lesão corporal depois de receber uma denúncia de maus-tratos contra uma criança de 5 anos. O suspeito das agressões é o companheiro da mãe.

O Conselho Tutelar foi solicitado após a mãe da criança dar entrada na UPA, relatando que ele tinha caído e cortado a cabeça. Mas, a equipe médica não acreditou nessa versão e, acionou Conselho, que realizou o registro da ocorrência na Polícia Civil.

Segundo informações do boletim de ocorrência, a criança, que é deficiente auditiva e fala com dificuldade, foi espancada, e se encontra com vários hematomas pelo corpo, foi  preciso de 10 pontos para fechar o ferimento na cabeça do menino.

Nesta tarde, a polícia ouviu familiares da criança e deve realizar o pedido de prisão do suspeito, que não foi encontrado.

De acordo com polícia, a mãe teria deixado o garoto com o companheiro em casa para ir ao supermercado na segunda-feira (9/04) e ao retornar achou o menino ferido, mas não acionou a polícia por medo.

A mãe só levou o menino para UPA durante a madrugada desta terça-feira, por causa do ferimento na cabeça. A polícia investiga se houve omissão ou negligência da mãe, que perdeu a guarda do filho temporariamente.

O menino deve passar pelo exame de corpo de delito no IML após receber alta, e será levado para a casa da avó materna, em Bauru.