Pular para o conteúdo

Trabalhador perde ação e vai pagar R$750 mil para empresa que processou

Compartilhe:

Um ex-vendedor de uma concessionária do Mato Grosso perdeu a ação trabalhista e terá de pagar aproximadamente R$ 750 mil para seu antigo empregador.

Mauricio Rother Cardoso trabalhava como vendedor na concessionária Mônaco Diesel e entrou com a ação trabalhista em 2016 alegando que teve o valor da comissão por vendas diminuída unilateralmente, trabalho insalubre, o não pagamento de uma viagem a Roma por bom desempenho, horas extras não recebidas, danos morais, entre outros pedidos.

A juizá Adenir Alves da Silva que julgou a ação concluiu que a maioria dos pedidos era improcedente, incluindo o pedido de danos morais, dando ganho de causa apenas a viagem que o trabalhou ganhou por bom desempenho.

Devido a reforma trabalhista que entrou em vigor ano passado, quando um ex-funcionário entra com uma ação e perde, pode ser obrigado a pagar os gastos do antigo empregador com advogados, esse valor é estipulado de acordo com o valor pedido pelo requerente, no caso dessa ação, o ex-funcionário pediu uma indenização de R$15 milhões.

Para a juizá o requerente teve tempo suficiente para avaliar os risco de continuar com o processo trabalhista depois que a nova lei entrou em vigor, estipulando que ele pague ao antigo empregador 5% do valor pedido no processo, nesse caso, R$ 750 mil.

 

Leia também

Mulher grávida morre após ser baleada dentro de casa

Mara Maravilha é carregada por segurança para fora do palco

Desentendimento entre primos acaba em facadas e morte

Mulher é baleada e morre em tentativa de assalto no Irajá