Pular para o conteúdo

Advogados de Mark Salling querem amenizar os crimes do falecido ator

Compartilhe:

Semana passada explodiu uma grande bomba no mundo da atuação, o ator Mark Salling, conhecido por seu papel como  Noah Puckerman, na série musical americana Glee, conseguiu cometer suicídio. 

Curta nossa página e fique por dentro desta e outras notícias, clique aqui

Acesse nosso portal de notícias e informações, clique aqui

O ator morreu por asficcia, quando tentou suicídio, de acordo com o site TMZ. O ator foi encontrado amarrado a uma árvore a polícia já havia indicado esta como a possível causa.

Porém, ao que tudo indica, mesmo depois de morto, as polemicas com o falecido ator não acabaram, meses atrás, ele confessou que possuía pornografia infantil em seus aparelhos eletrônicos, e com isso, antes do com ocorrido estava prestes a ser julgado, mas depois da morte a investigação perdeu o rumo que estava seguindo.

A primeira informação vazada por tablóides americanos eram de que  as vítimas de pedofilia poderiam ficar sem a indenização de R$ 150 mil que receberiam de Mark Salling, pois após o suicídio do ator, que teria sua sentença final em março, o futuro do caso na justiça estava incerto.

Porém agora, o que foi divulgado foi que os promotores do caso do ator entraram na justiça para limpar a imagem de pedófilo dele depois do óbito. Segundo uma fonte confiavel, os responsáveis advocativos apresentaram uma serie de documentos pedindo ao juiz para descartar o caso de pornografia infantil. Mesmo após a polícia ter encontrado 50 mil imagens eróticas de menores de idade no computador pessoal do ator. 

O ator já tinha concordado em pagar US$ 50 mil de indenização a cada vítima. Agora, a questão no ar.